14 novembro, 2016

Sarau LiteraturaNossa Novembro de 2016



Sarau LiteraturaNossa encerra temporada na sexta-feira (18/11)

Última edição do ano do projeto contará com a sessão de autógrafos do livro “Brechó, meia-noite e fantasia”, do escritor e presidente da Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB), Ademiro Alves, o Sacolinha, e pocket show com o grupo de rap DI Mandê

A Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB) encerra na sexta-feira (18 de novembro) a temporada do Sarau LiteraturaNossa. A última edição do ano do projeto será realizada a partir das 19h30, na Comunidade Kolping (Rua Cumbica, 630, Jardim Revista, Suzano, próximo ao bazar e à Escola Estadual Oswaldo de Oliveira Lima) e terá como atrações um pocket show com o grupo de rap DI Mandê e a sessão de autógrafos de “Brechó, meia-noite e fantasia”, do escritor e presidente da ACLB, Ademiro Alves, o Sacolinha. 

Na ocasião, haverá sorteio de livros, camisetas, DVDs e outros produtos literários. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral. Outras informações pelo telefone (11) 96680-4065, ou pelo Facebook Sarau LiteraturaNossa.

         A coordenadora do projeto, Landy Freitas, que está à frente da iniciativa há seis anos, ressalta que a satisfação em encerrar mais um ciclo de atividades remete à consciência do dever cumprido:

“Nesse período que pudemos compartilhar experiências, divulgar nosso trabalho e conhecer e aprender com a arte do outro conseguimos disseminar muitos conceitos, fundamentais para estimular hábitos de cultura e de cidadania. Essa consciência nos vem pela própria reação do público que conseguimos formar na comunidade do Jardim Revista e também nas escolas por onde levamos o projeto”, avalia.

ATRAÇÕES

Com 104 páginas, “Brechó, meia-noite e fantasia” está prestes a esgotar sua primeira edição. O livro do escritor Sacolinha foi lançado em outubro com uma tiragem inicial de 300 exemplares e terá uma nova edição em dezembro. A publicação reúne 11 contos escritos pelo autor nas edições do projeto Comunidade do Conto. O título foi inspirado no conto principal.

A obra conta com o prefácio do escritor e professor da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), João Anzanello Carrascosa, e a quarta capa é assinada por Maria Valéria Rezende, escritora paraibana e vencedora do Prêmio Jabuti 2015 de Melhor Livro do Ano.

O grupo de rap DI Mandê, da Zona Leste de São Paulo, foi formado em 2011 com a proposta de abordar, em suas composições e melodias, as influências da diáspora negra, grande mote do trabalho musical da banda.

Em suas apresentações, DI Mandê traz a influência musical africana em seus diversos segmentos, como o jazz, blues, funk norte-americano, reggae jamaicano e a vasta influência africana na música brasileira como jongo, maracatu, samba e repente.