14 março, 2015


No mês das mulheres, Sarau LiteraturaNossa destaca a sensibilidade feminina
 Adriana Guedes, cantora e compositora, e Jenyffer Nascimento, poetisa, são as atrações da próxima edição do projeto da Associação Cultural Literatura no Brasil que será realizado no dia 20 de março, a partir das 19h30, na Comunidade Kolping (Rua Cumbica, 630 Jardim Revista)

Uma é ativista social e defensora da luta feminina que traduz em verso e prosa seu sentimento de repúdio a todas as formas de opressão. A outra encontrou na música uma forma de se manifestar. É com esse tom que o Sarau LiteraturaNossa recebe, no mês das mulheres, a cantora e compositora Adriana Guedes e a poetisa Jenyffer Nascimento.

O projeto da Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB) que conta com o apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC) será realizado no dia 20 de março, a partir das 19h30, na Comunidade Kolping (Rua Cumbica, 630 Jardim Revista, em Suzano, próximo ao Bazar e à Escola Oswaldo de Oliveira Lima). A entrada é gratuita e aberta ao público em geral. Outras informações pelo telefone (11) 96680-4065.

Além das apresentações diversas e da programação prevista, durante o Sarau também haverá a seleção dos textos que irão estampar os imãs-poéticos (imãs de geladeira com poesias), iniciativa lançada este ano pela ACLB com o intuito de valorizar a participação dos artistas/escritores/leitores, bem como garantir a difusão dos bens e produtos culturais. Até o momento foram selecionados dois poetas para participar dos imãs-poéticos e restam quatro vagas. A seleção será realizada até abril.

Como avalia Landy Freitas, coordenadora do Sarau LiteraturaNossa, o projeto cultural de incentivo à leitura se consolidou no Alto Tietê como um importante instrumento de estímulo à cidadania, à inserção social e de valorização dos autores regionais. Segundo ela, a receptividade do público confirma a seriedade do projeto que, não à toa, pelo segundo ano foi contemplado pelo ProAC:

“Posso dizer que já estamos colhendo os frutos. A comunidade sabe que vai acontecer e se interessa em participar, seja apenas presenciando, recitando uma poesia ou com qualquer apresentação diversa. Isso mostra que um trabalho, quando sério e organizado, gera resultados. Sem contar no grande interesse do público em participar da publicação dos imãs-poéticos”, diz.

ATRAÇÕES

“Terra Fértil”, que terá uma sessão de autógrafos durante o sarau, é o primeiro livro autoral de Jenyffer Nascimento, moradora da zona Sul de São Paulo que iniciou-se na escrita poética depois que passou a frequentar e viver a efervescência dos saraus nas periferias paulistanas. Com uma escrita que mistura poesia e prosa, a obra, lançada em 2014 com o incentivo do coletivo Mjiba, apresenta um eu-mulher que fala de amor, feminismo, abandono, crítica social, encontros, desencontros, saudades e uma pitada de erotismo. Com 168 páginas, o livro é um convite para um passeio pela poesia negra, feminina e periférica.

Jenyffer participou das antologias "Sarau do Binho”, “Poesia em Preto e Branco” e “Pretextos de Mulheres Negras”, com destaque para essa última, que ajudou a projetar seu trabalho como poetisa e escritora negra, a convite do Coletivo Mjiba.

Adriana Guedes, que comandará um pocket show no sarau é cantora, compositora e intérprete. Artista produzida pela Com Tato Paralelo Produções artísticas. Em suas apresentações, mescla jazz, blues, regue e samba. Já se apresentou em vários palcos de São Paulo, feiras e eventos. Seu primeiro CD, “Canto de todos os Santos” foi gravado em 2006 e contou com a direção do músico Kezo Nogueira, entre outras participações.

Adriana seguiu carreira como vocalista da banda Soul Set, trabalho este que lhe rendeu outro CD, no ano de 2009, além de várias apresentações em São Paulo. Agora seguindo carreira solo, lançará seu primeiro EP, intitulado “Trajetória”, que traz uma composição própria, “Acaso”, música que decifra a alma da artista. O álbum foi produzido pelo músico Mario Narraça e a finalização foi realizada na produtora Groove Audiomedia.





07 março, 2015

Sarau Até Quarta - 4a Edição

 “Sarau Até Quarta” acontece dia 11 de março

Fruto de uma parceria entre a Associação Cultural Literatura no Brasil e a CPTM, projeto será realizado às 19 horas na Estação Brás

A Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB) comandará no dia 11 de março  mais uma edição do “Sarau Até Quarta”, projeto inédito desenvolvido em parceria com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A ação será realizada  às 19 horas no Espaço Cultural da Estação Brás, com a participação de cerca de 40 pessoas de vários coletivos culturais, além de poetas autorais.

Lançada em novembro do ano passado, a iniciativa tem como premissa ocupar os espaços públicos com ações culturais e consequentemente estimular o acesso da população em geral às manifestações artísticas e culturais. A atividade é realizada mensalmente sempre na segunda quarta-feira de cada mês.

Como explica a coordenadora do projeto e integrante da ACLB, a escritora Andréia Garcia, autora de “A Viajante do Trem”, o maior interesse é motivar a participação dos usuários dos trens e metrôs da CPTM:

“Estamos obtendo êxito nesse trabalho, as pessoas sempre nos prestigiam e se entusiasmam com as apresentações. Alguns até chegam a participar. Consideramos isso bastante positivo, pois é mais uma forma de inspirar a população por meio da literatura e de divulgar as atividades da Associação”, explica.

O convite para o projeto “Sarau Até Quarta” surgiu a partir de uma atividade desenvolvida por Andréia Garcia, que mantém um trabalho cultural em parceria com a CPTM. Por meio deste contato, a Associação Cultural Literatura no Brasil foi convidada para promover uma edição do Sarau LiteraturaNossa na estação Palmeiras/Barra Funda no dia 30 de outubro do ano passado durante o 9o Livro Livre, evento realizado em comemoração ao Dia Nacional do Livro. O resultado positivo garantiu o convite para a parceria no “Sarau Até Quarta”.

Além disso, antes de concretizar a parceria, Andréia e o presidente da entidade, Sidney Leal, participaram de um bate-papo, respectivamente, nas estações Luz e Osasco, nos dias 28 e 31 de outubro.


Sarau nas Escolas - 2.015

Associação Cultural Literatura no Brasil abre inscrições para temporada de saraus nas escolas

Unidades de ensino da rede pública de todo o Alto Tietê interessadas em receber o Sarau LiteraturaNossa devem ter algum projeto de leitura em andamento e fazer o agendamento até dia 17 de março

A Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB) está com inscrições abertas para a temporada de saraus nas escolas. As unidades de ensino da rede pública de todo o Alto Tietê interessadas em receber o Sarau LiteraturaNossa devem ter algum projeto de leitura em andamento e fazer o agendamento até dia 17 de março com Raquel Pereira pelo telefone 97194-7774. A atividade está inserida no pacote de projetos desenvolvido pelo grupo por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC) e vai contemplar ao todo 14 instituições.

O sarau nas escolas é mais uma iniciativa do grupo que tem por objetivo promover uma aproximação entre os escritores com o público leitor. O projeto também tem o intuito estimular o gosto pela leitura nos educandos e proporcionar aos alunos e professores a realização de uma atividade extraclasse que vem ao encontro do que é trabalhado em sala de aula, sobretudo na disciplina de Literatura.

O escritor suzanense e membro-fundador da ACLB, Ademiro Alves, o Sacolinha, explica que para receber o projeto a escola precisa, necessariamente, desenvolver algum projeto de leitura com os alunos que justifique a ida dos autores à unidade escolar:

“Pode ser uma biblioteca, uma sala de leitura ou até mesmo um sarau que esteja em andamento ou atividade de contação de história, pois a ideia é que a escola dê continuidade a este trabalho. Portanto, de nada adianta nossa presença se não houver um trabalho efetivo”, explica.

Além de conhecer e interagir com os autores regionais, durante a visita dos membros da Associação Cultural Literatura no Brasil às escolas os alunos têm a oportunidade de participar dos saraus e divulgar suas aptidões literárias. A apresentações também contam com sorteios de livros e vídeos-literaturas.

Uma novidade para este ano será a seleção de novos poetas para participarem do imã-poético (imãs de geladeira com poesias), ação pioneira lançada este ano pelo grupo com o intuito de valorizar a participação dos artistas/escritores/leitores, bem como garantir a difusão dos bens e produtos culturais.  

Os textos que participarão dos imãs-poéticos serão previamente selecionados por uma comissão avaliadora formada por dois membros da Associação Cultural Literatura no Brasil. A seleção será feita até o mês de abril.

Como lembra Sacolinha, o projeto sarau nas escolas é realizado desde 2002 e neste período o grupo percorreu cerca de 300 unidades de ensino de todo o Alto Tietê:

"É um trabalho que tem ajudado a salvar vidas, mudar pensamentos e atitudes, principalmente nesse momento que vivemos, em que as pessoas não estão avaliando bem as informações recebidas da mídia e sendo manipuladas a todo instante”, alfineta Sacolinha, que também é entusiasta da leitura no Alto Tietê e uma das maiores referências na literatura do País.



Sarau LiteraturaNossa Maio 2017

No sarau desse mês: Autor de 24 folhetos de cordel, do livro Ecos do Silêncio e da antologia poética, Semeando Versos colhendo Cord...