20 janeiro, 2006

Com a palavra...

Recebemos um comentário de um tal de Caturra, que nos chama de lixão... Pra responder este comentário, ninguém melhor que o boca-dura do Sacolinha.
Com a palavra...

Eita porra, o blog finalmente conseguiu cutucar alguém. Pensei dez vezes antes de responder esse comentário do internauta Caturra, que não teve sequer o trabalho de se identificar. O cara tem a moral de chamar a gente de pseudo-intelectuais, (diz que fala bonito). Não gosto de perder meu tempo com pessoas desse tipo, mas...
Vamos aos fatos: Ultimamente a periferia está produzindo uma avalanche literária de qualidade, e isso está mexendo com os invejosos que não tem pique e nem auto-estima pra fazer o que estamos fazendo. Isso ataca qualquer pseudo-crítico que não sabe ao menos fazer uma crítica que venha a contribuir com o instrumento que está sendo criticado.
Ele disse que nós precisamos estudar um pouquinho de literatura pra postar coisas "legíveis": Caralho, acho que o cara não tá conseguindo ler os textos desse blog.
Quer dizer então que escritores como Jorge Amado, Mário de Andrade, Maksim Gorki, Flaubert, Chordelos de Lacros, Allan Poe e Bocáccio, não são literatura?
Sim, por que é isso que estamos lendo no momento, e não estudando.
Acho que o leitor ou leitora "Caturra" é que não lê.
Deveria ler um pouquinho só pelo menos; te indico alguns, anota aí: Alessandro Buzo, Sérgio Vaz, Alan da Rosa, Ferréz, Márcio Barbosa e todos os escritores do projeto "Cadernos Negros". Não esqueça também de ler as poesias da Maria Nilda, mais conhecida como Dinha, que publicamos aqui regularmente. Cuidado pra não ter uma overdose ao lê-la, pois a "muié" ataca na ferida hein...
Queremos que você entenda que o escritor não precisa de uma faculdade pra escrever. Que o diploma não ajuda em nada o poeta, e que academia nenhuma forma um bom regionalista.
Pedimos á você pseudo-crítico, que continue acessando este blog, precisamos de pessoas assim, pra saber se o que escrevemos está fazendo efeito. Só te peço uma coisa: seja mais construtivo nas suas críticas, tá bom?
E se for possível, se identifique, pois de anônimo já basta a gente.

Saudações Literárias!

Sacolinha, o Boca-Dura, com todo o orgulho quando é preciso!

Muito Prazer.

Um comentário:

  1. Hurrah, that's what I was searching for, what a information! present here at this web site, thanks admin of this site.

    My web page - Zahngold

    ResponderExcluir

Sarau LiteraturaNossa Agosto 2017