+ Poesias!!!

PROCURA-SE

Os homens
estão sofrendo
por culpa das palavras.
"Não há vagas", por exemplo,
já fez várias vítimas.
Ataca pelas manhãs
nas portas das fábricas
sem dó nem piedade.
É uma palavra
altamente periculosa.

Sérgio Vaz
*do livro A poesia dos deuses inferiores.



Brasinhas do espaço

Eram criaturas
de um planeta imaginário.
Herméticos neste mundo
todos se chamavam Speed racer,
e falavam uma língua estranha
que os adultos não entendiam.
Vorazes,
alimentavam-se de sonhos,
de liberdade, de vento,
de K-suco e pão com mortadela.
Esses monstrinhos
queriam dominar a terra.
Chegavam aos montes
descendo ladeiras,
pilotando naves exóticas
feitas de tábua de compensado
e rodinhas de rolimã.
Não fosse o tempo
teriam dominado o universo.

Sérgio Vaz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[A BORBOLETA DE UMA ASA SÓ.].

Resenha sobre Monteiro Lobato