14 outubro, 2017

Já assistiu?



Matéria da TVT sobre o projeto Literatura e Paisagismo - Revitalizando a Quebrada do escritor Sacolinha.

18 maio, 2017

Sarau LiteraturaNossa Maio 2017


No sarau desse mês:

Autor de 24 folhetos de cordel, do livro Ecos do Silêncio e da antologia poética, Semeando Versos colhendo Cordel, em seu novo livro, Um Ser Tão Enigmático, o poeta Francis Gomes retrata em versos com simplicidade, a vida e suas particularidades em quatro temas. Romantismo, o amor em todas as formas, Enigmáticos, onde o poeta canta o nordeste sua beleza, alegrias e dores, Guerra Sintática, uma desafiadora maneira de falar sobre análise sintática em forma de versos, e Tudo em Pouco, um desafio de falar toda ideia em poucos versos.
Segundo Francis, a ideia do livro é proporcionar ao leitor um resgate do amor muitas vezes perdido pelos dissabores do dia a dia. “Um resgate do amor próprio, do amor pela vida e pela literatura”.
São 119 páginas onde o leitor fará uma viagem, se emocionará, derramará lágrimas, deixará espontaneamente escapar um sorriso. Esta é a ideia do livro, uma viagem no seu eu, um resgate ao amor.
O livro conta com o prefácio do escritor e cineasta Alessandro Buzo e quarta capa do escritor Sidney Leal.
E mais...
Yunei Rosa, é natural de Porto Alegre- Rio Grande Do Sul, porém, surgiu no cenário cultural urbano na cidade de São Paulo no ano de 2013.
Iniciou como cantor de Rap, e estendeu sua vocação musical à um ritmo ao qual deu o nome de Swing Rap Soul.
Coloca na mesma música, fragmentos da militância do Rap, a sutileza do Soul Music, a elegância do R&B e a voracidade do Jazz.
O marco das músicas de Yunei Rosa, são seu timbre de voz grave e encorpado e seu conteúdo lírico que retrata histórias de pessoas reais em seus convívios urbanos.
Alguns exemplos são: Negra Brasuca, Vai lá e Tenta, Som de Preto, Luz pras Favelas...
Em 2015, Yunei cessou de cantar suas músicas em instrumentais de Rap com DJ's, e assumiu de vez o violão como carro chefe.

26 abril, 2017

Trajetória Literária com Sérgio Vaz


Trajetória Literária consiste na vinda de escritores nacionalmente conhecidos para falar com o público leitor sobre sua trajetória, seus projetos, livros e afins.O convidado desta primeira edição é o poeta Sérgio Vaz, criador do sarau da Cooperifa.

17 fevereiro, 2017

Sarau LiteraturaNossa Fevereiro 2017

Retornamos hoje com o coração em chamas por rever velhos amigos, encontrar novos e fazer fluir a literatura na noite do Jardim Revista. Sarau LiteraturaNossa agradece a presença de todos, em especial ao poeta Fabio Akins Kintê Monteiro nosso autor do mês.


















23/11