26 novembro, 2006

Fotos Trocando Idéias

Veja abaixo algumas fotos do II "Trocando Idéias", onde a Associação Cultural Literatura no Brasil discutiu a obra "Capitães da Areia" de Jorge Amado no mês de outubro de 2006.
Isso aqui é responsabilidade cultural, você está fazendo a sua parte?

Fotos: Wanderley Costa!

Abertura: O cordelista Francis Gomes, recita uma poesia

Carla, representando Tiêta


Público aplaude o recital


O escritor Sacolinha chama ao palco os integrantes da associação; ao fundo desenho do Elevador Lacerda, Salvador, BA.
Profª Vera Eunice faz uma análise



Paulo Pereira, Maria Varjão e Vera Eunice

Rejane Barros, Francis e Almir Ribeiro!

Sacolinha, criador da Associação!

Profª Maria Varjão, Conselheira!

Francis Gomes, Presidente da Associação!

24 novembro, 2006

Próxima semana



“Trocando Idéias” será nesta terça-feira (28/11)

A Associação Cultural Literatura no Brasil promove nesta terça-feira (28/11), a partir das 20h, mais uma edição do projeto “Trocando Idéias”, que visa a discussão sobre autores e textos literários brasileiros. Este mês o projeto abordará a obra “O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, primeiro obra realista lançada no Brasil.

O projeto terá desta vez como facilitadora a professora de Língua Portuguesa Sandra Gonçalves, que discutirá com os participantes presentes a época, a estrutura do romance, a construção de seus personagens e a forma escrita utilizada na época. A atividade será realizada gratuitamente no Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi” (Rua Benjamin Constant, 682 – Centro) e recebe apoio da Secretaria de Cultura de Suzano.




______________________





“Vidas Secas” será exibido nesta quarta-feira (29/11)

Como parte do projeto de Literatura da Secretaria de Cultura de Suzano, será exibido nesta quarta-feira (29/11) o filme “Vidas Secas”, do diretor Nelson Pereira dos Santos, com 100 minutos de duração. A sessão ocorrerá gratuitamente às 20h, no Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi” (Rua Benjamin Constant, 682 – Centro).

O filme faz parte da programação do “Litera-Cine”, que é realizado uma vez por mês e apresenta filmes e documentários que abordam obras importantes de escritores brasileiros e estrangeiros. Após cada sessão a Secretaria promove um debate com o público presente.



Livraria Alpharrábio

Alpharrabio Livraria e Editora
Rua Dr. Eduardo Monteiro, 151 – Santo André
Tel.: (11) 4438.4358 – Fax: (11) 4992.5225
www.alpharrabio.com.brhttp://blog.alpharrabio.com.br

Olá, caro amigo(a),

A próxima Semana começa com festa (terça, 28.11 às 18h) e acaba em festa (sábado, 2.12, 14h) no Alpha, encerrando, assim, a intensa atividade cultural desenvolvida ao longo deste ano, na Livraria Alpharrabio, em Santo André. Aí vai a programação com o nosso especial convite. Compareça, prestigie, ajude a divulgar. Se puder, visite e/ou divulgue o nosso blog (
http://blog.alpharrabio.com.br ), um caderno de registros de nossa “atmosfera” cultural.
Abraços e até lá
Dalila Teles Veras

De 28 de novembro a 2 de dezembro
SEMANA DE ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES CULTURAIS ALPHARRABIO


28.11.06, às 18h – Coquetel de abertura da exposição “O Gesto da Mão na Argila” – Vera Luz Almeida da Silva – Ateliê de Cerâmica DATERRA – Santo André
Horário de visitação: das 13h00 às 19h00
Oficinas gratuitas (reservas e inscrições pelo fone 4438-4358)
Horário das oficinas :
29. 11 ( quarta-feira ) – das 13 às 16h
30. 11 ( quinta-feira ) – das 16 às 19h
1º. 12 ( sexta-feira ) – das 13 às 16h
02. 12 ( sábado ) – das 12 às 15h


02.12 – ( sábado ) – 16h - Encerramento festivo , com a apresentação do Coral Master, da Faculdade Aberta da Terceira Idade de São Bernardo do Campo

A ENTRADA É FRANCA PARA TODAS AS ATIVIDADES

Local: Alpharrabio Livraria e Editora
Rua Dr. Eduardo Monteiro, 151 – Santo André
Tel.: (11) 4438.4358 – Fax: (11) 4992.5225
www.alpharrabio.com.brhttp://blog.alpharrabio.com.br

21 novembro, 2006

Lançamento em Suzano

Dia 09 de dezembro tem lançamento oficial do livro "Colecionador de Pedras" do poeta Sérgio Vaz. Será no Centro Cultural de Suzano, às 20h, no Pavio da Cultura (Sarau). Não perca.

18 novembro, 2006

Cordel

Malandro

Eu, um cearense arretado
Analfabeto, acanhado,
Que mal aprendi ler.
Com o meu primo Evandro,
Fomo da uma de malandro,
Veja onde fui me meter.

Morando no Ceará,
Num sabia nem falar
A num ser a língua da gente,
Num é que seja esquisita,
Prá quem num conhece complica,
É um tantim diferente.

Cumode, pro mode, pro donde,
Prá quê, pro quê, pra donde,
E querendo aprender gíria.
Eu e o primo Evandro,
Ainda se achava malandro...
Falando estas arezia.

Era coisa de família,
Fazendo tanta estripulia
Ainda dava uma de valente.
Com uma peixeira na mão,
Prá arrumar confusão,
Era só mexer com a gente.

Por exemplo, meu avô,
Nunca pediu, por favor,
Vivia arrumando intriga,
Ô bichim tu venha cá,
Num vem não é, vá se lascar,
Pronto, já arrumava outra briga.

Papai dizia lá em casa,
Formiga que cria asa,
Procura o que num perdeu.
Apois bem, chegou a hora,
Que eu resolvi ir me embora
Levando o Evandro com eu.

Nontonse fomo pro Rio, de Janeiro,
Trabalhemo um mês inteiro,
Só pra entrar pelo cano.
Eu e o Evandro, analfabeto,
Fomo da uma de esperto,
Numa boate de americano.

Falando um tal de: corta essa,
Ai mano, eu tô nessa,
Manda ver. Qual é a tua?
Tô de boa, tudo em cima,
Vou descolar uma mina,
Prá da um role na rua.

Sem carro, prá começar,
Peguemos um táxi até lá,
Paguemos uma grana infame.
E logo ao ir chegando,
Vi num letreiro piscando,
Ameriacan’s drinks, wel come.

Já fiquei meio cabreiro,
Vendo naquele letreiro,
Dizendo que well come.
Vala meu Deus do céu,
Quem diabo é este well,
Que está com tanta fome!

Em uma porta de vidro,
Tinha um nome escrito:
Push, enter, and have fun.
Enquanto eu estava puxando,
Chegou uma bichinha falando:
Excuse-me, excuse-me honey.

Dei-lhe uma bofeta,
Que ela caiu sentada,
-Help me, help me please.
Mas num tem mermo que apanhar,
Pois queria me agarrar,
Ainda pergunta o que fez.

Eu já todo apoquentado,
Chegou outro apalermado:
Excuse-me guy, thenk you.
Sujeito mal educado,
Vá você seu desgraçado,
É esta a educação do sul?

Apois veja seu menino,
Ainda dizem que nordestino,
É quem num tem educação.
Um sujeito bem trajado,
Até bem aparentado,
Me falando palavrão.

O Evandro nesta hora,
Me chamando prá ir embora,
Se borrando como nunca.
Com toda minha educação,
Eu falei agora não,
Vou entrar nesta espelunca.

Sem esta de meia volta,
Dei um empurrão na porta,
E acertei sem querer.
Num era prá puxar,
O tal push, é empurrar,
Mas como eu ia saber?

Rapaz, mas quando eu entrei,
Num vou mentir, me assustei,
Quase que me mijava.
Era uma papagaiada,
Eu num entendia nada,
Que aquela gente falava.

Excuse me, sorry, I don’t know,
Bye, good -bye, let’s go,
Good, nice, beautiful, em fim,
Olhei pro Evandro, ele falou pra eu,
Bichim será que nós morreu,
E tamo no inferno junto com o coisa ruim.

Uns bebendo, outros fumando,
Quase nus se agarrando,
Eu pensei: estou lascado.
As pernas aquela tremedeira,
Já preparando a carreira,
Chegou alguém do meu lado.

Como quem fala escondido,
Cochichando em meu ouvido,
Do you have yorkut?
Oxente ! mas será que é um vicío?
Todo mudo só quer isso?
Já fui cobrindo no chute.

Dois sujeito forte e alto,
Por sinal muito educado,
Me deu uma mãozada,
Derrubou eu e Evandro de uma só vez,
Gritando, are you crazy?
E me jogou na calçada.

Sem entender nada e quase mouco,
Sai correndo igual louco,
E o Evandro? Também.
Dispois dessa, nunca mais eu e Evandro,
Fomo da uma de malandro,
Nem arrumar briga com ninguém.


Francis Gomes, é presidente
da Associação Cultural Literatura
no Brasil.

15 novembro, 2006

Compre já o seu


Aproveite esta promoção de fim de ano!
Aqui você não paga o frete se adquirir os dois livros do Sacolinha.

Aquisição via correio do livro “85 Letras e um Disparo”

Valor do livro: R$ 14,90 + Carta registrada: R$ 5,00 = 19,90

Deposite este valor no Banco Nossa Caixa
Ag: 0246-1
C/Poupança: 19 030.710-6
Ademiro Alves de Sousa

Depois passe um e-mail ou ligue avisando do depósito e o endereço postal para envio.

Caso queira adquirir junto o romance “Graduado em Marginalidade” você não paga o frete. Aproveite
Deposite + R$ 19,90 – Total: R$ 39,80 – R$ 5,00 (frete) = R$ 34,80


Ou procure na livraria mais próxima de sua casa. Se não encontrar faça a encomenda com a livraria cultura, financia em até 3x sem juros.
www.livrariacultura.com.br


Leia abaixo o que estão comentando do livro e do autor:

Ignácio de Loyola Brandão

O Sacolinha é um cara insistente, poderia muito bem ser um editor, mas preferiu ser escritor, aliás, um ótimo escritor.

Mirian Pulga:
Ola meu querido, comprei seu livro e não parei de ler .. Parabéns ...Tive que economizar no final, pois o livro estava acabando e eu não queria isso (rs)Gostei tanto q comprei outro pra dar de presente para um amigo e dediquei o conto “Reflexões de um Mendigo” para ele .. pois achei de um modo muito particular que se encaixava nos pensamento que ele tem .. Mais uma vez parabéns ...

Marco Haurélio (Cordelista)

Salve Grande Sacolinha. Foi um prazer ter estado contigo; com certeza, nos encontraremos nas encruzilhadas da literatura. Estou terminando de ler os seus contos. Parabéns pelo humor inteligente e pela precisão com que manuseias as palavras.Continuo na editora Luzeiro, agora com um título novo, O HEROI DA MONTANHA NEGRA.Abraço, Velho, e até a próxima.

Sacolinha beleza?
veja o scrapt que recebi:
olá querido, vc tá bem? parabéns por mais esse lançamento. o rubens me emprestou o livro do sacolinha e essa semana acabei de ler. gostei muito apesar de o achar um pouco violento, pessimista, talvez.tive conversando c/ o rubens eu disse a ele que os personagens do livro, apesar de serem todos fudidos, eles tem muita cultura: um lê rubem fonseca o outro conhece bocage e até a prostituta faz uma dissertação a respeito de proust. na realidade, o autor emprestou toda sua cultura aos personagens, o que seria coerente se esses não fossem miseráveis. por favor não entenda as minhas palavras como preconceituosas, acho que todos tem direito a ler, porém em nosso pais não temos esse hábito e percebo até entre os escritores resistência para a leitura. esses "escritores" alegam que não querem se influenciar portanto não lêem. se logo acima falei sobre pessimismo, acho no entanto otimista a atitude de nosso amigo sacolinha em fazer seus personagens terem cultura.

12 novembro, 2006

Á duas mãos

Anjos

Hoje no céu haverá festa.
Todos os anjos brincando.
Terá palhaço, trapezista,
Cantor, bailarino e artista.
Os anjos dançando ciranda - cirandinha.
Vai ter até fada madrinha.
Algo acontece na terra,
Fica uma dúvida no ar
Para alguns uma criança morreu,
Para outros, mais um anjo nasceu.
Na terra muitos choram,
Mas nos céus comemoram,
E os anjos gritam,
Cantam louvores, tocam arpas.
Um anjo de asas grandes anuncia:
Saiu da terra para os braços do Senhor Jesus.
É mais um anjo, uma luz.
Saiu da tristeza na terra para no céu se alegrar
Ele vem triste e acanhado
Ainda não sabe voar
Tropeça nas nuvens,
Precisará de algumas aulas de vôos.
Os pequenos anjos falam para ele:
A tristeza ficou lá na terra,
Aqui é só alegria
Brincadeira e correria,
Dia após dia.
Não haverá bombom, algodão doce nem chocolate,
No céu somos todos crianças,
Mas não sentimos fome,
A Gloria Senhor nos alimenta.
Não precisa de sol nem de lua,
Também não precisa de estrelas
A Gloria do Senhor nos ilumina.
O Senhor Jesus nos ensina tudo
Como Deus criou o mundo
Quanto tempo durou para formar a terra
O primeiro casal a ser criado,
Que habitaram no paraíso, na terra,
Mas com a mordida na maça pecaram
E foram expulsos de lá
Como era Abrão, um homem de muita fé,
Moisés, profeta que libertou Israel,
Abriu o mar vermelho e o rio Jordão,
De Elias, Elizeu e Sansão.
Como Noé construiu a arca,
E se salvou do grande dilúvio.
Também fala de Davi, e Salomão,
De todos os profetas
Desde Daniel até João Batista.
O Senhor Jesus nos ensina tudo,
Mas quem quiser aprender mais,
Terá que vim para o céu.

PAULO PEREIRA
FRANCIS GOMES

56 anos!

O VÉU
(Por Elizabete da Silva)

Casal de noivos faz planos para o casamento.
Sonha com a festa, os convidados, filhos que irão ter e a lua de mel.
O casal reúne as famílias e anunciam, vamos nos casar a data esta marcada para alguns meses.
A família fica eufórica ao saber que eles vão se casar.
A noiva começa a se preparar para o grande dia e esquece de tudo e de todos, porque aquele momento e aquele dia serão únicos em sua vida.
Enquanto isso, o noivo se arruma e começa olhar as fotos de sua mãe já falecida e sente uma saudade das conversas e dos conselhos que lhe dava.
Ela dizia, filho antes de você se casar repare na mãe da noiva porque geralmente a filha será igual à mãe.
O dia do casamento se aproxima o noivo repara na mãe da noiva e começa vê-la com outros olhos.
E o casamento esta se aproximando o salão já estava pronto, o convite entregues tudo acertado com os padrinhos tudo corriam as mil maravilhas.
O noivo não via a hora do seu casamento começar para estar perto de sua noiva, futura esposa. Já esta tudo pronto para o casamento os convidados chegam felizes cumprimentam o noivo e depositam os presentes num enorme coração que fizeram em homenagem para os noivos. Chega à hora da troca das alianças o noivo não ve a hora de encontrar sua amada. O juiz chama o noivo até o altar os convidados vão se assentando nas cadeiras. Meia hora, mais tarde todos ficam se perguntando cadê a noiva, no altar o noivo já esta preocupado. Escutam uma voz é a noiva que esta chegando numa carruagem, como esta bonita e a musica começa a tocar todos se levantam querendo ver a noiva. A noiva desce da carruagem com um vestido cor de perola que cobria todo seu corpo e o véu que cobria seu rosto um amigo da família veio ate ela para levá-la até o altar porque seu pai já tinha falecido. Vindo no corredor bem devagar todos diziam como ela esta bonita é o dia mais feliz de sua vida. Chegando no altar o amigo da família entrega a mão da noiva para o noivo que agradece, todos se sentam e o juiz faz todas as perguntas."
O noivo não via a hora do seu casamento começar para estar perto de sua noiva, futura esposa.
Já esta tudo pronto para o casamento os convidados chegam felizes cumprimentam o noivo e depositam os presentes num enorme coração que fizeram em homenagem para os noivos.
Chega à hora da troca das alianças o noivo não ve a hora de encontrar sua amada,
O juiz chama o noivo até o altar os convidados vão se assentando nas cadeiras. Meia hora, mais tarde todos ficam se perguntando cadê a noiva, no altar o noivo já esta preocupado.
Escutam uma voz é a noiva que esta chegando numa carruagem, como esta bonita e a musica começa a tocar todos se levantam querendo ver a noiva.
A noiva desce da carruagem com um vestido cor de perola que cobria todo seu corpo e o véu que cobria seu rosto um amigo da família veio ate ela para levá-la até o altar porque seu pai já tinha falecido.
Vindo no corredor bem devagar todos diziam como ela esta bonita é o dia mais feliz de sua vida.
Chegando no altar o amigo da família entrega a mão da noiva para o noivo que agradece, todos se sentam e o juiz faz todas as perguntas.
Mais a pergunta, mais esperada da noite era, você a aceita como sua legitima esposa. O noivo responde sim. E você o aceita como seu legitimo esposo.
A noiva responde sim. Então é só beijar a noiva. Quando o noivo levanta o véu para beijar a noiva todos se assustam. A noiva era a sogra.
Elizabete da Silva Costa, é moradora de Suzano.
Tem 56 anos e começou a escrever á pouco mais de 1 ano.
Atualmente dá aulas de alfabetização e participa da Associação
Cultural Literatura no Brasil.

Agende-se

Agenda Cultural de Santo André
Departamento de Cultura

Informativo Especial – 10/11/2006
Fórum de Arte Contemporânea acontece
dias 17 e 18 no Teatro Municipal
Clique no link para conferir as informações:
http://www.santoandre.sp.gov.br/comunicacao/cultura/


Agenda da Cidade distribuída gratuitamente.
Informações: 4433-0728

10 novembro, 2006

Hoje tem...

Lançamento oficial do Livro "Guerreira", quarta obra do escritor Alessandro Buzo.É no Centro Cultural de Suzano, às 20h, junto com o Sarau Pavio da Cultura.
Local: Rua Benjamin Constant, 682 - Centro - Suzano - Próximo á estação de trem.

09 novembro, 2006

Overdose de Saraus

Pavio da Cultura “Sessão Negra” será no sábado (11/11)
(Por: Marcos Cirillo)

Promovido pela Secretaria de Cultura de Suzano todo segundo sábado do mês, o Pavio da Cultura desta vez será dedicado à questão racial. O sarau literário ocorrerá no sábado (11/11), às 20h, no Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”. A entrada é gratuita. Os interessados em apresentar os seus trabalhos devem chegar com 30 minutos de antecedência.

Durante o evento, haverá também o lançamento do livro “Guerreira”, romance do escritor Alessandro Buzo, morador do bairro Itaim Paulista, S.P.

O sarau cultural desta vez terá como tema a questão racial devido ao Mês da Consciência Negra. A programação contará com participações especiais do músico Valdivino Sampaio; dos poetas Paulo Pereira, Francis Gomes, Dany Moraes, Edilene de Barros e Rejane da Silva e do percussionista Cosme Nascimento. De acordo com informações da Secretaria de Cultura, o local do evento será decorado com panos pretos, simbolizando a raça negra.

Simultaneamente, o escritor Alessandro Buzo estará lançando o seu quarto livro, o romance chamado “Guerreira”. O livro narra a história de uma viciada em drogas que luta para dar a volta por cima.
Ainda durante o evento, será realizado um “troca-troca” literário, que consiste na circulação de diversas obras.

08 novembro, 2006

Em Santo André

Alpharrabio Livraria e Editora
Rua Dr. Eduardo Monteiro, 151 – Santo André
Tel.: (11) 4438.4358 – Fax: (11) 4992.5225
www.alpharrabio.com.brhttp://blog.alpharrabio.com.br

P R O G R A M A Ç Ã O

08 de novembro: Cineclube – Mar Adentro
11 de novembro: Observatório do Poema - Os signos em rotação
11 de novembro: Idéias de Encontro Pensamento Atual – Antonio Candido


08 de novembro – (quarta – 15h) CINECLUBE (coordenado pelo prof. Edmundo E. Dias)

Tema do mês: Eutanásia (dia 8 e 22.11.06)

Filme do dia 08: MAR ADENTRO

Ramón Sampedro (Javier Bardem) é um homem que luta para ter o direito de pôr fim à sua própria vida. Na juventude ele sofreu um acidente, que o deixou tetraplégico e preso a uma cama por 28 anos. Lúcido e extremamente inteligente, Ramón decide lutar na justiça pelo direito de decidir sobre sua própria vida, o que lhe gera problemas com a igreja, a sociedade e até mesmo seus familiares. Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Ficha Técnica:
Título Original: Mar Adentro
Tempo de Duração: 125 minutos
Ano de Lançamento (Espanha): 2004
Direção:
Alejandro Amenábar
Roteiro: Alejandro Amenábar e Mateo Gil

11 de novembro (sábado – 10h) – OBSERVATÓRIO DO POEMA

Os signos em rotação
- Octavio Paz, “Os signos em rotação” em O arco e a lira (pp. 309/348)
- Eduardo Sterzi, “O mito dissoluto” em Jandira, n. 1 (pp. 60/77)
[ensaio sobre as “metamorfoses” do mito na poesia moderna e contemporânea no Brasil]

11 de novembro (sábado – 16h) - Idéias de Encontro Pensamento Atual
Antonio Candido (1918) (Sociólogo, ensaísta e crítico literário é autor, entre outros de Teresina, Brigada Ligeira, Os Parceiros do Rio Bonito e Formação da Literatura Brasileira)

Convidada: Vera Lucia Vieira (professora de História e doutora em História do Brasil pela PUC/SP)

06 novembro, 2006

+ eventos

ABCD, Poética Sem Fronteiras - Mostra de Escritores da Região
Dia 11 - 20h


Painéis, recitais e balaios da produção literária da região do ABCD, em diálogo sensível com os arranjos de Paola Fachinelli ao piano da Casa, além dos livros.

Idealização: Vinícius Canhoto e Vanessa Molnar.
Poeta de novembro: José Geraldo Neres, da Escola Livre de Literatura, 2º colocado no Mapa Cultural Paulista (MCP), coordenador do Grupo Palavreiros de Diadema.

Casa da Palavra
Praça do Carmo, 171, CentroCep 09010-020Santo André - SP Telefone / Fax11 - 4992-7218/4427-7701
E-mail:
casadapalavra@santoandre.sp.gov.br
Coordenação: Beth Brait Alvim

05 novembro, 2006

Agende-se

Agenda Literária de Suzano

Novembro

Pavio da Cultura - “Sessão Negra”
Lançamento do livro “Guerreira”, de Alessandro Buzo
11/11 – 20h
O sarau cultural desta vez terá como tema a questão racial devido ao Mês da Consciência Negra. A programação contará com recital de poesias, música, teatro e vídeo. Simultaneamente, o escritor Alessandro Buzo estará lançando o seu quarto livro, o romance chamado “Guerreira”. O livro narra a história de uma viciada em drogas que luta para dar a volta por cima.
Local: Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”
GRATUITO

Trocando Idéias
28/11 – 20h
Atividade da Associação Cultural Literatura no Brasil que visa a discussão sobre autores e textos literários brasileiros. Este mês o projeto abordará a obra “O Cortiço”, de Aluísio Azevedo. A atividade recebe apoio da Secretaria de Cultura de Suzano.
Facilitadora: Sandra Gonçalves, professora de Português
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Litera-Cine
29/11 – 20h
Uma vez por mês, a Secretaria de Cultura de Suzano exibe filmes e documentários que abordam obras importantes de escritores brasileiros e estrangeiros. Após a sessão haverá um debate.
Filme: “Vidas Secas” (100 min.), de Nélson Pereira dos Santos
Local: Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”
GRATUITO

03 novembro, 2006

Adquira já

Aquisição via correio do livro “85 Letras e um Disparo” do escritor Sacolinha.

Valor do livro: R$ 14,90 + Carta registrada: R$ 5,00 = 19,90

Deposite este valor no Banco Nossa Caixa
Ag: 0246-1
C/Poupança: 19 030.710-6
Ademiro Alves de Sousa

Depois passe um e-mail ou ligue avisando do depósito e passe o endereço postal para envio.

Caso queira adquirir junto o romance “Graduado em Marginalidade”...
Deposite + R$ 19,90 – Total: 39,80

Ou procure na livraria mais próxima de sua casa. Se não encontrar faça a encomenda com a livraria.

Livro: 85 Letras e um Disparo
Autor: Sacolinha
Editora Ilustra
Tel: (11) 4747-3000 / (11) 4759-6097
www.editorailustra.com.br

Acesse o blog do escritor:
www.sacolagraduado.blogspot.com

Mais vendido do mundo


Não deixe de ler o livro "Quarto de despejo - Diário de uma Favelada" da Carolina Maria de Jesus. Uma Lição de vida, moral e persistência. Procure nos sebos ou compre pela internet. Só alertamos uma coisa: Está difícil de achar esse livro, ouvimos dizer que estão recolhendo todos e queimando. Por que?

Everaldo

Everaldo Ferreira é poeta suzanense. Vive escondido e quando aparece, desaparece sem se despedir. Odeia subir num palco, aliás, quem pode dizer que já o viu em cima de um. Vive publicando seus textos na internet, mas não adianta procurar sua foto, pois ele é anônimo.

Indiferença
05/08/2005O

reinado da indiferença
Consiste em migalhas de amor
Onde um implora e o outro
Por pena atende.

deuses

No Brasil somos todos deuses inferiores, até que se prove o contrário.

Pobreza

Pobreza se controla, com campanha de natalidade, e não cesta básica.

Garota praiana
04/08/2005

Enquanto o sol bronzeava o seu corpo
Olhos e olhos deslizavam em suas curvas
Mergulhar no mar e depois desfilar na areia
Garota praiana sabe como explodir corações
Beleza natural, sol, praia existência
Tudo como sempre deveria ser: simples e belo.

23/11