15 março, 2009

PEQUENA

Estou cansado
De viver neste tormento
Minhas lagrimas
Solução em desespero
Pela falta deste amor
Meus pensamentos
Flutuam, desaparecem
Como minha respiração ao vento
A tristeza bate no peito
Meu coração não suporta mais
A dor da solidão
Lagrimas descem
Lagrimas secam
Lagrimas descem pelo meu rosto
Molhando a nossa foto
Foto tirada num momento feliz
Momentos alegres
Momentos de um casal apaixonado
Momentos inesquecíveis
Que agora só restou a dor
Do não
Eu não te amo mais
Eu não entendi
Pensei que era brincadeira
Pensei,pensei,pensei
Mais você foi embora
Não entendi,
Todo aquele amor que nos tínhamos
Acabou-se, como.
Juras de amor
Por toda eternidade
Casaríamos, teríamos nossos filhos,
Nossa bela casa,
E morreríamos bem velhinhos
Um do lado do outro
Palavras de amor em vão
Até agora não entendi
Porque você foi embora
Dizendo que não me amava mais
Sem nem uma explicação
Só dizendo eu não te amo mais
Eu não te amo mais
A minha vida daquele dia
Em diante se acabou
Ando pelas ruas,
Como um morto vivo
Por causa de você
Comecei até a beber
Tudo por sua causa
Todos os rostos
Vejo teu sorriso
Minha pequena
Meu único grande amor
Fico pelos bares
Com dor de corno
Quando escuto
Aquela musica garçom.
Minhas lagrimas descem
Estou barbudo, fedido.
Não me lembro da ultima vez
Que tomei um banho
Os amigos dizem esqueça ela
Ela não serve para você
Você não precisa ficar assim
Tem outras mulheres
Mais eu não quero outra
Eu quero ela
Meus pais choram
Por me verem assim
Como um cachorro sem dono
Pequena volte para mim
Diz que me ama
E que tudo isto
Não passou de um engano
Um pesadelo
Cadê você pequena
Dias passam
Cadê você
Lagrimas rolam
Cadê você
A cada dia me transformo num lixo
Cadê você
Que não me aparece
Cadê você
Diz-me por que
Você me largou
Arrancou meu coração
E deixou um vazio
Dentro do meu peito
Penso até em me matar
Pegar uma arma
E dar um tiro
E acabar com tudo.
Mas tem algo que me segura
Será que é o amor
Que sinto por você
Que não deixa dar cabo de minha própria vida
Tenho esperança
De te encontrar
E nos meus braços
Você voltar a ficar
Não por pena
E sim porque se arrependeu
E olhar bem dentro dos meus olhos
E dizer me perdoe
Por ter dito que não o amava
Cadê você pequena.

PAULO PEREIRA
ASSOCIAÇAO CULTURAL LITERATURA NO BRASIL
paulo.pereira13@isbt.com.br

Cidinha da Silva em Suzano