15 dezembro, 2007

VERSOS E SAUDADE

VERSOS E SAUDADE

Coisa chata sentir saudade de uma pessoa
Querer está perto e não poder
Dar risada, falar besteira, fofocar e até brigar.
Sentir saudade de um abraço.
Sentir teu cheiro e não poder estar perto
Querer conversar e não escutar sua voz.
Sentir falta de uma pessoa que gosta,
Só se sabe a falta que faz é quando ela está longe
O engraçado é saber quando está perto
Temos tantas coisas para dizer
O coração acelera só falta sair pela boca
Não sabendo começar
Da um nó na garganta
Começamos a gaguejar, ficamos mudo.
E por fim olhamos um na cara do outro
E permanecemos sem assunto.
Passa um tempo à coragem aumenta
Olha, fiz um versinho espero que goste.
Bom dia,
O sol só brilha quando, vê a beleza do teu sorriso.
À tarde só é tarde
Quando o vento sopra
Com teu rebolar e o balançar de tua saia
A natureza só consegue perfumar suas rosas
Quando sente o cheiro do teu corpo
À noite só enfeita seu céu
Quando as estrelas brilham com a luz dos seus olhos.
A madrugada
Só se acalma quando vê você deitada pela janela do seu quarto,
Mundo, vasto mundo.
Só gira quando você resolve sair de sua cama,
Assim como o dia, à tarde, o vento, a natureza, a madrugada e o mundo.
Dependo de você.
Eu continuo aqui querendo
Teu abraço, sentir teu cheiro.
Pousar meus lábios, nos seus lábios.
Tão carnudos, e tão macios.
Vem cá não me deixe sozinho.

Paulo Pereira
paulo.pereira13@isbt.com.br

Vem!

Vai ser legal!