27 novembro, 2007

Dalila convida...

Caro(a) amigo(a),
Aí vai nossa programação cultural. Contamos com o prestígio de sua presença. Apareça. Até lá e um abraço.
dalila teles veras

29.11.07 (quinta-feira) - 18h - Abertura da Exposição
do artista Milton Mota:

FOTOGRAFIA: IMAGEM OBJETO
(uma proposta tri-dimencional)

A proposta é propiciar uma nova leitura da fotografia, que dialoga com os elementos tri-dimencionais inseridos na obra, tornando a fotografia “não fotografia” e sim o próprio objeto fotografado.

03.12.07 (segunda-feira) - 18h
Lançamento do novo título da Alpharrabio Edições, "Anomalia" (poemas), de Hélio Neri , autor de quem a Alpharrabio já editou as plaquetes Avulsos (2002), Sombra das Coisas (2003) Registro (2005 e Febre (2006).

"Hélio trabalha com a mesma matéria-prima dos rappers (a vida na periferia, as várias faces da miséria, os desencantos de uma geração desempregada, enfim, a proximidade com a parte da sociedade mais drasticamente atingida pelo “modelo” vigente), mas não escreve nada parecido com rap. Não se acham na sua poesia a prolixidade tampouco a crítica escancarada que caracterizam, em grande parte, as letras de rap. É possível dizer, de certo modo, que Hélio é um rapper tímido: ao palco, Hélio prefere a folha; aos imensos amplificadores, prefere o acompanhamento tenso do silêncio na página branca; ao show superlotado, a audiência solitária do leitor; ao grito, a palavra medida; às grandes descrições, o apontamento preciso. Uma anomalia, não?
Nem tanto. Com ouvidos atentos, passando pelas páginas em que Hélio Neri inscreveu sua forma de ver o mundo (entrecortada e instável como a de alguém que olha a cidade de dentro do ônibus, enquanto incontáveis vozes cruzam seus ouvidos e os buracos das ruas ditam o ritmo da viagem), logo nos assalta a música de uma poesia vigorosa, que esconde em suas linhas curtas uma constatação incômoda: nós, seus leitores tanto quanto aqueles que nunca lerão Anomalia, somos os escombros de onde o poeta mais sofre para impedir que a poesia desapareça.

Tarso de Melo, no Prefácio do livro

Serviço:
Local: Alpharrabio Livraria e Editora
Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jardim Bela Vista - Sto. André
fone: 4438-4358
www.alpharrabio.com.br

Sarau LiteraturaNossa Agosto 2017