23 janeiro, 2009

CORAÇÃO DE LATA


Sou ser humano,

Não maquina.

Sou de carne e osso,

Não de lata.


Meus sentidos se confundem.

Dentro de mim, já não sinto nada.


Você me feriu, me perturbou o sentimento.

Me machucou, e me fez chorar a todo momento.


Seu coração é de lata,

Frio e pesado.

Não sente, não ama, não quer nada.


Tudo aquilo que sentia agora acabou.

Em prantos minha alma ficou.


A tristeza agora que reina em meu ser é sombra,

Solidão que me faz crescer.


Essa escura e fria sala me conforta.

A solidão é minha amada.


Estou me transformando naquele monstro que um dia te amou.

Meu coração, agora é lata.

Sou tudo aquilo que você me ensinou.



Dany Moraes

Sarau LiteraturaNossa Agosto 2017