AMIGOS E ( AMIGOS...)

AMIGOS E ( AMIGOS...

Durante muito tempo,
Você foi um bom amigo.
Nas horas amargas,
Sempre pudemos desabafar.

Quantas vezes, nos seus braços,
Amparado no seu ombro,
Suas palavras de carinho,
Me tiraram de um triste,
Insólito, caminho sem volta.

De repente mudou,
Não o reconheço mais.
Aquela amizade sem mancha,
Esvaiu-se de forma abrupta,
Ocupada por intrigas.

Agora sei, é verdade.
Existem amigos e ( conhecidos...)
Você é prova que lealdade,
Nem sempre existe.
Isso é muito, muito triste.
PAULO ODAIR.

E-mail:paulodapoesia@hotmail.com
Blog, http://pauloodairdapoesia.blogspot.com/
cel-7234.1382 e 7495.0175 (vivo)
fixo:011-4743.1304 (após as 19 horas)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[A BORBOLETA DE UMA ASA SÓ.].

Resenha sobre Monteiro Lobato