26 junho, 2006

Nova Poesia

O Pecador

Na estrada da vida, curta, e cheia de curvas.
Diversas vezes tentei pegar um atalho.
Pois assim eu teria menos trabalho.
O cheiro forte, do incenso e do cigarro, se mistura e invade minhas narinas.
Bebo cada gole de vinho vagarosamente.
O último raio de sol, entra pela janela do meu quarto.
À noite o frio será implacável.
Tento ler o livro que esta em minhas mãos, mas não consigo.
É impossível parar de pensar em tudo que fiz, em tudo que faço e em tudo que farei.
Compreendo perfeitamente que não sou santo, também cometo pecados!

Robson Canto, é poeta e escritor.
Atualmente trabalha em seu primeiro livro,
o romance "Noite Adentro".

Um comentário:

  1. Robson Canto, penso que uma das maiores virtudes é pecar, pois, pecar quebra regras da normalidade impostas pelo sistema escravagista...! ! !

    Wesley Nóog

    ResponderExcluir

Próxima edição