24 fevereiro, 2010

POESIA.

COINCIDÊNCIAS.

Escrevi uma carta,
Mas, não a coloquei no correio.
Não sei, por que, faltou-me coragem,
Indeciso, guardei-a comigo.

Logo, uma carta ,me veio
E dizia assim:
Considere-se um amigo,
O nosso amor, chegou ao fim.

Engraçado, o que escrevi,
Tinha o mesmo teor,
Porém, com mais suavidade
Então, não me surpreendi.

Pensei, pensei bem
Rasguei a carta que escrevi
Mas guardei a recebida.
São coisas do amor, coisas da vida.

Do livro:POESIA SUA VEZ-(2008)Paulo Odair.
E-mail, PAULODAPOESIA@HOTMAIL.COM
BLOG, HTTP://PAULOODAIRDAPOESIA.BLOGSPOT.COM
CEL, 011-7234.1382 E 7495.0175 (VIVO)

Um comentário:

  1. Mtu Boa!!!!!!!!!Mais uma vez me encanto com as poesias do paulo odair!!!!!

    Simplesmente magnifica...



    K^T

    ResponderExcluir

Cidinha da Silva em Suzano