04 abril, 2006

Sérgio Vaz

ANJO TORTO*

Ao longo do tempo
tenho descoberto em você
a vontade de viver.
Soprado aos teus ouvidos
todas as minhas vontades.
Devorado cada momento
com fome de liberdade.
Troquei minhas raízes
por duas asas invisíveis
e tenho voado ao teu redor
como um anjo irresponsável
não para velar o teu sono,
mas para assistir o teu despertar.

Sérgio Vaz


VIAGEM

Quatro jovens
morreram na chacina
do fim da rua.
Conforme a notícia
dois deles tinham passagem.
Os outros dois...
Foram assim mesmo,
clandestinamente.

Sérgio Vaz

* Poesias do livro "A poesia dos deuses inferiores"
www.colecionadordepedras.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cidinha da Silva em Suzano